Imunidade de rebanho chegará em São Paulo

“Imunidade de rebanho” ganhou grande destaque nas discussões pelos especialistas e governantes que estão pesquisando maneiras de combater a pandemia.

O biólogo Fernando Reich, explicou para BBC como funciona esse método, e também disse que São Paulo está próximo de atingir a necessária fração para que aconteça a imunização em rebanho.

Mas o próprio disse que não é a melhor maneira de combater o coronavírus.

A pesquisa consiste em medir quantas pessoas já estão com os anticorpos, afinal somente quando a pessoa se cura é que atinge a imunidade do vírus.

E para que tenha total controle sobre essa análise são necessárias muitas pesquisas e além de tudo muito risco.

Confira também:

Imunidade de rebanho em São Paulo

Comparando com cidades da Europa, a diferença é nítida na desigualdade social, e também no número de infectados.

O ponto positivo do coronavírus é que o número de curados é maior do que de mortes.

Mas são vidas, e toda vida é importante.

Voltando a desigualdade social, a imunização de rebanho seria de forma social um “alivio” a economia, afinal, pessoas curadas voltam a trabalhar.

O problema é muitos são da fase de risco e isso agravaria bastante.

Nas cidades europeias os governos decretavam leis rígidas para quem burlasse o isolamento.

Diferente do Brasil na qual as pessoas mesmo em pandemia, surgiam diversas notícias de pessoas saindo normalmente e até dessa forma mesmo estabelecimentos comerciais burlando todo o sistema de controle pandêmico.

Brasil com sua estrutura

Incansavelmente os profissionais da saúde trabalham em prol da cura, e dos cuidados aos pacientes.

Muitos infelizmente já faleceram doando suas vidas.

E sabemos também o quanto o Brasil não possui uma estrutura, para abrigar toda sua população.

Muitas famílias nem se quer conseguiram o auxílio, quem dirá receber atendimentos médicos.

Mas é essa a questão de imunização de rebanho, pessoas se infectarem e com cuidados se curarem

Você acha mesmo que o Brasil possui toda essa estrutura? É um grande risco a população paulista.

Visando que a vacina chegando muitos não conseguiram de imediato.

É realmente um caso para se pensar bastante.

A contenção das crises do vírus

Com a imunidade de rebanho, o controle de um novo surto na cidade é mais baixo.

E com isso o giro capital volta!

O que geralmente vinha acontecendo muito era que a curva da pandemia abaixava, passavam-se uma semana, tudo se fechava novamente.

E assim muitos ficaram desempregados, afinal as empresas não lucravam, não conseguiam pagar seus alugueis e seus funcionários.

Agora que as coisas estão voltando ao normal, assim por conta dos infectados que foram curados.

Mas de tudo que foi dito. Você acha a “imunidade de rebanho” algo muito arriscado e radical ou algo que realmente pode ser bom para todos?

Visando que o próprio Fernando Reich disse em entrevista que não é a maior solução.

O que muitos podem alegar é que o vírus pode realmente tirar vidas nessa estratégia, porém a falta de emprego pode também gerar outras coisas ruins, como o aumento da criminalidade…